Imóveis são bons investimentos?

Sempre que falo em investimentos com os amigos é comum alguém comentar sobre as vantagens de se comprar um imóvel e que isso é um bom investimento, principalmente se for para deixar alugado. Este um pensamento que está consolidado na mente de muitos brasileiros. Muitos ainda veem poupança e imóveis como as melhores opções de investimentos.

Será mesmo que vale a pena?

Segundo a Gestora de Investimento Mont Capital, pode ser que você consiga alguma barganha que valha a pena mas na grande maioria dos casos as pessoas esquecem de levar em conta os impostos e taxas envolvidos, além de certos riscos e desvantagens.

Alugando o imóvel

Devemos levar em conta que, hoje em dia, com o mercado em recessão, o valor do aluguel dos imóveis gira em torno de 0,4% a 0,5% do valor de mercado. Ou seja, imagine que um imóvel que vale R$ 200.000,00 irá lhe render um aluguel de R$ 1.000,00. Fora isso, você também correrá o risco de inadimplência, problemas com inquilino, reparos, entre outras coisas que podem acontecer. Imagine também que caso você não consiga alugá-lo nos primeiros meses, terá que arcar com os custos de IPTU e condomínio.

Valorização de imóveis

Mas aí você pergunta, e a valorização do imóvel? Diversos fatores podem influenciar no valor de um imóvel. Com certeza essa deve ser uma questão levantada, porém com o mercado em recessão como atualmente, o seu imóvel poderá até desvalorizar nesse espaço de tempo. Caso você realmente decida investir em imóveis, deve fazê-lo com uma ideia de investimento de longo prazo.

De forma que não fique sujeito às oscilações do mercado no curto e médio prazo. É preciso também avaliar a inflação do período, não necessariamente um valor de venda acima de um valor de compra consistirá em um ganho financeiro, isso só ocorrerá caso o ganho líquido seja superior a inflação do período. Para calcular, utilize esta calculadora fornecida pelo Banco Central e selecione o índice IGP-M.

Custos para compra de um imóvel

Dentre os custos envolvidos na aquisição de um imóvel, muitas pessoas não sabem da existência do ITIV (Imposto de Transmissão de Inter Vivos) e das custas cartoriais. Esses valores costumam dar um susto nos compradores, pois muitas vezes não são apresentados na hora da aquisição.

O ITIV é um imposto municipal e varia em torno de 2,5% do valor do imóvel. É preciso consultar a sua prefeitura para saber o valor e forma que é cobrado no município onde você pretende adquirir um imóvel. Também devemos levar em conta que na aquisição do imóvel muitas vezes temos que arcar com custos de corretagem, reformas, entre outros.

Considerações Finais

De uma forma ou de outra, o imóvel ainda é um investimento conservador, que deve ser levado em consideração para investimentos de longo prazo. Em alguns casos particulares, eles podem superar alguns produtos financeiros disponíveis, mas para isso é interessante que você conheça bem o mercado imobiliário.

Evite aceitar de cara as “oportunidades de investimento” que os corretores trazem, pois o interesse maior deles é de efetuar a venda e ganhar a comissão.