Débito automático: O que é e Como funciona

O débito automático é um serviço prestado pelos bancos aos consumidores com encargos fixos, tais como serviços públicos (água, luz, telefone), escolas, gás, apartamentos e cursos de longa duração. 

Em tese, isso é muito prático: o cliente não precisa ir para casa para pegar a conta e pagar no banco antes do vencimento, mas pode cadastrar a empresa ou distribuidor no banco e dar um nome a cada vez que abre uma conta na conta do cliente, cujo valor será automaticamente descontado na conta do cliente e transferido para a empresa. 

Você deve providenciar o pagamento por débito direto com seu banco e notificar a empresa que irá debitar o valor. No entanto, essa forma de pagamento deve ser autorizada pelo consumidor e monitorada regularmente. Basicamente, se você optar pelo pagamento de sua conta por débito direto, o pagamento sempre será agendado na data selecionada. 

Quando esse dia chegar, o valor será automaticamente deduzido do saldo disponível na conta-corrente, folha de pagamento ou conta de pagamento selecionada.

É importante lembrar que no dia do débito deve haver um valor disponível no saldo da conta, caso contrário o pagamento pode não ser possível, ou para quem tiver este produto será utilizado o saque a descoberto parcial.

Troca de banco

Imagem de cartões de débito

Em caso de alteração do banco, da agência e do número da conta-corrente, os consumidores devem atualizar as informações junto ao fornecedor e ao banco. 

Em caso de encerramento de conta, o consumidor deve comunicar por escrito a suspensão dos débitos automáticos e a entrega dos cartões de débito e dos talões de cheque não utilizados.

Cancelar ou suspender o serviço

Normalmente, serviços de assinatura são feitos a partir de cartão de crédito. No entanto, também é possível realizar os pagamentos através do débito automático.

O cancelamento ou suspensão das deduções automáticas com fornecedores também deve notificar o banco para suspender a cobrança. 

Se for um serviço de assinatura, o consumidor deve guardar os documentos que especificam as condições do contrato de serviço dentro de alguns meses após o pagamento acordado, e acompanhar o término da cobrança na data programada.

Por exemplo: assinatura de revista por dois anos, o valor total é parcelado em seis parcelas, a partir do sétimo mês até o final do período de entrega de dois anos, sem cobrança de novas taxas.

Processos obrigatórios

Algumas instituições financeiras adotam cláusulas que exigem esse mecanismo em contratos específicos, como empréstimos / financiamentos, como é o caso das faturas de cartão de crédito.

Sem o consentimento e consentimento do consumidor, o banco não pode vincular o pagamento da fatura à conta-corrente, muito menos deduzir o valor mínimo da fatura quando o consumidor estiver em dívida com o pagamento. Isso é um bundling, um abuso e é proibido pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor).

 Embora seja um serviço prático, o consumidor não precisa se cadastrar no serviço de débito automático em conta-corrente e deve reservar o direito de escolher onde pagar suas contas (agência, caixa eletrônico, telefone e banco online).

Débito em conta ou débito automático

O débito em conta é qualquer transação feita usando um cartão de débito ou fornecendo um número de conta para pagar eletronicamente. 

Mas atenção: os débitos em conta são diferentes dos débitos automáticos, que são débitos acertados mensalmente com a autorização explícita do titular da conta, como a compra de assinaturas de revistas e outros produtos.

Como funciona o débito automático e como fazer o pedido?

Quando nós temos contas todo mês, como água, luz, telefone, aluguel, etc., nós tem que pagar esse dinheiro todo mês, né? Portanto, o débito automático permite que você agende uma conta para pagamento em uma data selecionada. 

Em outras palavras, quando esse dia chegar, o valor será automaticamente deduzido do saldo disponível da conta-corrente, folha de pagamento ou conta de pagamento selecionada. Mas para utilizar o débito, o correntista precisa autorizar a operação e solicitar à instituição financeira onde será efetuada a conta do débito.

Lembre-se de que o titular tem o direito de cancelar esta forma de pagamento a qualquer momento. Além disso, cancelar uma conta bancária também significa cancelar as deduções automáticas. Nem todas as instituições operam por débito — e nem todas as empresas que receberam fundos desta conta estão autorizadas pelo banco central a receber fundos através de débito automático.  

Em tese, isso é muito prático: o cliente não precisa ir para casa para pegar a conta e pagar no banco antes do vencimento, mas pode cadastrar a empresa ou distribuidor no banco e dar um nome a cada vez que abre uma conta na conta do cliente, cujo valor será automaticamente descontado na conta do cliente e transferido para a empresa. 

E se não houver dinheiro na conta?

Conforme mencionado acima, ao se registrar para uma conta de débito, você opta por pagar cobrando diretamente em sua conta mensalmente. Portanto, a realização do débito automático depende da existência de saldo na conta. Portanto, é necessário que haja um valor disponível no saldo da conta. 

Caso contrário, o pagamento pode não ser possível, ou para quem possui este produto, serão utilizados alguns saques a descoberto. Além disso, não há prazo de débito estipulado. Em outras palavras, pode acontecer dentro de 24 horas a partir da data selecionada. Porém, na maioria dos casos, se a data de pagamento for um fim de semana, será adiantado para o último dia útil. Mas isso pode variar de instituição financeira para instituição financeira. 

Portanto, você não deve se registrar para uma conta de débito automático e esquecer que tem um saldo para fazer um pagamento. Além disso, a conta é rastreada regularmente. Observe que a entrada esperada para a conta inclui o débito e as despesas subsequentes, que aparecerão no extrato da conta.

Mas, afinal, vale a pena usar débitos automáticos?

Se o banco onde você tem uma conta não cobra taxas de serviço e você não gosta de longas filas para pagar os recibos, vale a pena escolher o débito automático. 

O principal lembrete neste caso é que ao utilizar o serviço, verifique sempre o seu extrato com o saldo, data de débito e valor. 

Em outras palavras, se você considera o uso de débitos automáticos, precisa ser cauteloso — a maioria dos quais está relacionada ao planejamento financeiro eficaz e ao monitoramento de suas despesas e receitas.

Deixe uma resposta