Aumentar Score para Financiamento – Passo a Passo

Para conceder um financiamento de bem imóvel ou móvel, as instituição financeiras, sempre consultam a pontuação do score de crédito. Caso a pontuação esteja baixa, é impossível conseguir o financiamento pois, é com base no score que o credor avalia o perfil do consumidor e o risco de inadimplência.

Se você deseja financiar um carro ou casa, por exemplo, antes de mais nada, consulte a pontuação do seu Score e, caso ela esteja baixo, siga todas as dicas descritas nesse artigo e, aumente seu Score para o financiamento.

Aumentar Score para Financiamento – Passo a Passo

Ter um bom score é fundamental para ter a sua solicitação de financiamento aceita pelo banco. Uma boa pontuação demonstra que o seu perfil de consumidor possui baixo risco de inadimplência.

1 – Consulte seu Score de Crédito

Esse é o primeiro passo. Saiba a situação do seu CPF, consulte o seu score e verifique se existe alguma pendência financeira.

Para isso, acesse os sites dos órgãos de proteção ao crédito como Serasa, SPC Brasil ou Boa vista SCPC, por exemplo, faça o seu cadastro. É simples e seguro.

Consulte o seu CPF e além de informações sobre possíveis dívidas vencidas, você terá acesso a pontuação do seu Score.

Essa pontuação pode ser de 0 até 1000 pontos e, de acordo a pontuação, o seu perfil é entendido pelas instituições financeiras como alto, médio ou baixo risco de inadimplência.

Quanto mais pontos, menor o risco de ficar devendo a instituição financeira e mais chances de conseguir o financiamento.

Entenda a pontuação: Se você estiver com até 300 pontos, representa alto risco de inadimplência; caso possua entre 301 e 700 pontos, o risco de inadimplência é médio; já pontuações acima de 701, representam baixo risco.

2- Limpe seu nome

Para aumentar a sua pontuação  é fundamental que você não tenha nenhuma dívida vencida. Por isso, caso você possua algum débito registrado em seu CPF, entre em contato com o credor e negocie a dívida.

Com a negociação e pagamento da primeira parcela, após cinco dias, seu nome já saíra dos registros dos órgãos de proteção ao crédito.

Atenção: É importante que você pague todas as parcelas da negociação em dia!

3 – Atualize seus dados cadastrais

Mantenha seus dados cadastrais atualizados, tanto nos bancos onde possui conta, quanto nos sites do Serasa, Boa vista SCPC e outros. Quanto mais exatas forem suas informações, mais confiável será o seu cadastro.

4 – Construa um bom histórico de crédito

  • É importante que você pague sempre suas contas em dia. Nunca atrase seus pagamentos, se possível, pague antes do vencimento.
  • Nunca use o crédito rotativo do seu cartão de crédito ou limite do cheque especial: Faça uma planilha de gastos, enquadre seu padrão de vida abaixo da sua receita mensal e sempre esteja de olho no saldo da sua conta bancária. Além de evitar o endividamento, também evitará o uso de linhas de crédito desnecessárias, cuja a cobrança de juros altíssima.
  • Cadastre suas contas de consumo em seu nome, como água, telefone, luz, internet, entre outras. Faça isso, mesmo que você more em um imóvel alugado.
  • Ao negociar uma dívida vencida, pague sempre o valor real dela. Negocie a redução dos juros mas, nunca pague valor abaixo da dívida inicial.
  • Evite solicitar empréstimos, créditos e financiamentos desnecessários. Além de evitar o endividamento, você evitará as constantes consultas ao seu CPF, o que também é um fator que reduz a pontuação do score.
  • Nunca solicite aumentos exagerados de limite. Esse tipo de comportamento é visto pelo sistema como inconsistente, o que gera desconfiança.

5 – Faça seu cadastro positivo

Os sites das empresas de proteção ao crédito possuem o sistema do cadastro positivo. Esse cadastro irá funcionar como uma espécie de currículo financeiro, onde outras empresas poderão coletar informações sobre você como: quantas contas você já pagou, seu bom relacionamento com bancos e empresas. Por isso, é importante que você o mantenha ativo.

O cadastro positivo pode ser feito nos sites do Serasa, Boa Vista SCPc e do SPC Brasil. É gratuito, rápido e prático, feito através da internet.

6 – Solicite a exclusão do histórico de consultas do CPF

Ao solicitar um novo crédito, cartão, financiamento, abertura de conta, empréstimos, entre outros serviços e produtos, seu CPF é consultado pela instituição financeira, banco ou empresa na qual você está solicitando.

Mesmo que seu nome não esteja negativado, cada consulta ao seu CPF fica registrada no histórico e um grande número de consultar pode impactar diretamente na seu score de crédito e negativamente no seu novo pedido de crédito. Por isso, solicitar a exclusão desse histórico é importante.

Para solicitar a exclusão, será necessário entrar no site da empresa de serviço de proteção ao crédito, baixar, imprimir e preencher o Termo de Responsabilidade. Em seguida, reconhecer firma da sua assinatura e enviar via Correio, junto com cópia do seu documento de identificação pessoal, para o endereço disponível no próprio site.

Posso pagar para aumentar meu score?

A resposta é simples, ao pagar uma empresa para aumentar o seu score, você estará jogando dinheiro fora. Não existe nada que uma empresa possa fazer que vá agregar valor ao seu perfil de consumidor, gerando aumento na sua pontuação do Score.

É a verdadeira propagando enganosa! Mentir ou omitir informação que induzam o consumidor a compra ou contratação de um serviço, pode ser considerado estelionato. Empresas que oferecem esse tipo de serviço são fraudulentas e os responsáveis podem ser processados criminalmente de acordo ao artigo 171 do Código Penal que condena “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”.

Apenas o seu comportamento, como consumidor, será avaliado e, diante disso, será atribuída a sua pontuação do score de crédito. Por isso, se você deseja aumentar o seu score para conseguir um financiamento, siga o passo a passo ensinado nesse artigo.

 

Deixe um comentário